Lorena Nunes

Lorena Nunes, um dos nomes mais celebrados da cena musical cearense da atualidade, iniciou sua trajetória artística em 2010 com o coletivo de artistas Comparsas da Vivenda. Pouco tempo depois, abriu shows de Daniela Mercury, Monique Kessous, Luiz Melodia, Lenine e montou o show solo “Ai de mim”, cuja faixa-­‐título, de autoria de Tom Drummond, foi premiada com o 2º lugar no I Festival de Música da Assembleia Legislativa, ampliando o público despertado pelo talento e pelo carisma de Lorena. Desde então, a cantora já subiu em diversos palcos: cantou na Mostra de Música Petrúcio Maia, na Feira da Música de Fortaleza, no Festival de Música de Meruoca, na Mostra Sesc Cariri, nas Terreiradas Culturais do Teatro das Marias, no Festival UFC de Cultura, nas comemorações do Dia Nacional da Cultura, promovidas pela Secretaria da Cultura do Ceará, na Feira Internacional de Gastronomia e Artefatos Culturais durante a programação do Dragão no Mundo da Copa das Confederações, na programação de Férias Fuxico no Dragão, nos Estados da Paraíba e Rio Grande do Norte pelo Circuito Cultural do Banco do Nordeste, entre outros.

Atualmente circula o show “Ouvi Dizer Que Lá Faz Sol”, um projeto desenvolvido com apoio do Governo do Estado do Ceará, através do Laboratório de Criação em Música da Escola de Formação e Criação do Ceará Porto IracemadasArtes,com repertório integralmente dedicado a compositores cearenses contemporâneos, soba orientação e produção musical do paulista Beto Villares (Céu, Siba, Zélia Duncan e outros).

O álbum homônimo e primeiro da cantora tem a co produção de Beto Villares, Yuri Kalil (Cidadão Instigado) e a coprodução do multinstrumentista e diretor musical do show Claudio Mendes. “Ouvi Dizer Que Lá Faz Sol” foi apresentado ao público pela primeira vez em pré estreia na reinauguração do Teatro Carlos Câmera, em abril de 2014 e teve sua estreia oficial logo em seguida, no dia 05 de maio, durante a primeira edição do evento Maloca do Dragão. O lançamento do disco, gravado posteriormente à estreia do show, aconteceu “ao vivo e online” pela plataforma brasileira de transmissão online de shows Netshow.me e também durante a programação da Feira da Música de Fortaleza, nos dias 25 e 27 de novembro de 2014, respectivamente. Em abril deste mesmo ano, junto a outros novos nomes da música do Ceará, Lorena esteve em turnê em CaboVerde (África), através de uma parceria entre Secult-­CE, Casa Fora do Eixo NE e Ministério da Cultura de Cabo Verde. Em dezembro Lorena atravessa o atlântico e retorna ao continente africano para apresentar seu show “Ouvi Dizer Que Lá Faz Sol” ao público caboverdiano, durante a programação musical da IV Feira Mundial da Palavra.

A artista seguiu expandindo seu trabalho em 2015; No início do ano abriu, em versão acústica, o show de João Bosco, no primeiro evento musical do então inaugurado Teatro do Shopping Riomar Fortaleza; se apresentou no palco do Aterrinho da Praia de Iracema pela programação oficial do Carnaval de Fortaleza, dividindo palco com o rapper Criolo; em março, como resultado da seleção no Edital Plataforma de Circulação, realizou ciclo de shows em Fortaleza e no interior do Ceará (Redenção, Sobral, Brejo Santo, Crato, Itapipoca, Nova Olinda) com patrocínio da Petrobras pelo Mecenato Estadual; e em abril participou da feira AME–Atlantic Music Expo, em Cabo Verde, país com o qual a cantora vem estabelecendo uma conexão Brasil-­‐África e onde canções como Alegria Amarela (Caiô), faixa single do “Ouvi Dizer Que Lá Faz Sol” já aparecem na programação das rádios; Lançou videoclipe de Alegria Amarela que, em tom documental, homenageia Fortaleza, tendo como cenário o carnaval de rua da cidade. O clipe contou com a direção da cineasta Barbara Cariry; abriu show de Hermeto Pascoal no aniversário de 2 anos da Escola de Formação e Criação do Ceará Porto Iracema das Artes; e somando aos positivos resultados do primeiro disco da cantora, Ouvi Dizer Que Lá Faz Sol entrou para a lista de pré selecionados para a 27ª Edição do Prêmio da Música Brasileira.

Em 2016, acompanhada de sua Banda Quente, estreou na abertura do Festival Jazz e Blues em Guaramiranga durante o carnaval, o novo show Homenagem á Tropicália, onde a cantora mescla clássicos tropicalistas com cançoes do seu disco. Após o sucesso de Guaramiranga, Lorena recebeu o convite da Secretaria de Cultura do Ceará para dar início à progrmaçao comemorativa ao Dia da Mulher e levou ao palco do Cineteatro Sao Luiz o show Homenagem à Tropicália, novamente muito bem recebido pelo público que lotou o teatro.